GESE

SINTECT - PE

RÀDIO DO BLOG

About Me

Minha foto
Ozeias José de Santana
Visualizar meu perfil completo

OZEIAS E ERICSON ( SOLDADO).

OZEIAS  E  ERICSON ( SOLDADO).

CDD PRAZERES

R.ESTRADA DA BATALHA 492- PRAZERES
JABOATÃO DOS GUARARAPES-PE
FONE-81 3378-0105
54315-010

CLIMA E TEMPO

DIGNOW

FENTECT

Jornal da FENTECT

Total de visitas

Globo de Visitas

DESTAQUE.

Quero parabenizar o carteiro Paulo Cesar , por ter atuado brilhantemente como supervisor interino, durante as férias de Júnior.

APOIO

Frigo Frango Av. Princs Isabel, 869 - Centro, João Pessoa - PB, 58013-251 (83) 3241-1309
GRANJA PROGRESSO - JOÃO PESSOA - PB
GRANJA SANT"ANA - SANTA RITA - PB

DELEGADO SINDICAL

PAULO CEZAR - Sempre nos mantendo informado sobre tudo o que acontece no SINTECT- PE

PARCEIROS

TICKET ALIMENTAÇÃO

img-165x92





Heineken


Loading...

TUDO SOBRE O ESPORTE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ANIVERSARIANTES DO CDD

EUDES BARBOSA 17/08
MANOEL SIMÃO 09/09
MARCOS VINICIUS 04/11
OZEIAS 29/12
DENNYS 02/01
ERICSON ( SOLDADO) 13/01
JOSENILDO 22/05

DESTAQUE DA SEMANA

QUERO PARABENIZAR O COLEGA MAURICIO , POR TER SE PREOCUPADO COM A ORGANIZAÇÃO DAS CORRESPONDÊNCIAS DO DISTRITO 218 APÓS A TD ( TRIAGEM POR DISTRITO ) NA MINHA AUSÊNCIA , POIS FACILITOU MUITO MEU SERVIÇO NO DIA SEGUINTE. UMA ATITUDE LOUVÁVEL QUE DEVE SER SEGUIDA POR OUTROS.



OZEIAS - CARTEIRO

AGRADECIMENTO

AGRADEÇO A RINALDO NASCIMENTO E HÁLISSON , POR COLABORAR COM INFORMAÇÕES MANTENDO O BLOG SEMPRE ATUALIZADO. OBRIGADO.

O BLOG CDD PRAZERES É ?

Seguidores

FIQUE SABENDO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise neste blog

Meu Banner/Link-nos

Tecnologia do Blogger.

SETOR DE REGISTRADOS.

EUDES ( IN MEMORIAN ) EUDES BARBOSA, FERNANDO ELOY , NATANAEL E WALTER.

CENTRO CULTURAL

Visitação:

Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262
– Bairro do Recife
50031-970 - Recife – PE
Telefone: 081 3224 5739 /
3424 1935
Fax: 081 3224 5739
e-mail:
centroculturacorreiosrecife
@correios.com.br

Funcionamento:

O Centro Cultural Correios recebe visitantes
de terça-feira a sexta-feira, das 9h às 18h,
e aos sábados e domingos, das 12h às 18h.
Entrada franca.

ATENÇÃO

A EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS NÃO TEM RESPONSABILIDADE ALGUMA SOBRE TUDO O QUE É POSTADO NESTE BLOG. AS POSTAGENS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DO PROPRIETÁRIO DO BLOG.

Postagens populares

SINTECT-PE

2 anexos (total de 1794,9 KB)
Baixe grito 30.10.2014.pdf (1570,6 KB)
grito 30.10.2014.pdf
Exibir online
Baixe Quadro Parcial de Assembleias PLR até 28-10 (1).pdf (224,4 KB)
Quadro Parcial de Assembleias PLR até 28-10 (1).pdf
Exibir online
Em anexo, Grito de Alerta e o quadro das assembleias
Em todo o País, 22 bases sindicais da Fentect, além das bases da Findect, aprovaram a proposta conciliadora referente a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) feita pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) responsável pelo caso, Ives Gandra. A Federação vai comunicar o resultado das Assembleias Gerais ao Tribunal nesta quinta-feira (30) e, até a próxima semana, a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) deverá se pronunciar a respeito do aguardado pagamento da PLR. O depósito do valor está na mão dos Correios.
Com a aceitação da proposta, determinou-se a assinatura conjunta dos critérios da PLR para os anos de 2013 e 2014. Segundo a determinação do Tribunal, referendada durante a maioria das reuniões em cada entidade, o pagamento da PLR será a título de Parcela de Incentivo à Ampliação de Produtividade e Resultados, acrescidos 25% do valor repassado ao Governo. Ou seja, os valores referentes a 2013 serão os seguintes: para uma faixa salarial de até R$ 4mil, serão pagos R$ 614,90; para quem recebe mais de R$ 8mil, R$711. Os Correios ainda precisam levá-la, ao DEST, ligado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Entenda o que foi aprovado

Se a ECT lucrar 100 milhões em 2014, por exemplo, terá que repassar para o Governo R$50 milhões e para os trabalhadores 25% deste valor. Se as Assembleias tivessem rejeitado a recomendação (leia-se, imposição) feita pelo TST, os Correios teríam permissão de pagar (a título de adiantamento da PLR 2013) apenas 25% dos dividendos pagos ao Governo: R$ 38,6 milhões. Com isso, a PLR não chegaria aos míseros R$ 300 reais por trabalhador.
Negociação
Após muita enrolação, meses de espera, inúmeras reuniões com o TST, finalmente a PLR 2013 deve ser paga. Durante reunião com o TST, a Fentect e a empresa, realizada no dia 22 de outubro, em Brasília, os representantes da patronal repetiram a mesma proposta rejeitada por grande parte dos sindicatos filiados à Federação. Nela, a ECT visava impor, desde já, valores para as PLRs de 2014 e de 2015. Atuando como “mediador”, o ministro recomendou um acordo a ser avaliado pelas bases sindicais até o dia 28 de outubro, em Assembleias Gerais. 



SINTECT-PE: 
INDEPENDENTE E PELA BASE!
Mensagem de responsabilidade do SINTECT-PE
Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Pernambuco - Rua D. Vital, 73 - Santo Amaro - Recife - PE - CEP: 50.100-100
Telefones: (81) 3222-4042 / 3221-4054 / 3221-6979 - Fax: 3231-6036 
Curta o SINTECT-PE no FACEBOOK: SINTECTPERNAMBUCO


FONTE-SINTECT-PE
quinta-feira, 23 de outubro de 2014

OLHAR DIGITAL

Correios testam carro elétrico para entregas

Avaliação:
Avaliar:

  • Carro elétrico

Carro elétrico Correios

 Share2 

Os Correios começam a testar, na semana que vem, dois veículos elétricos para a entrega de encomendas, um em Brasília e outro em Curitiba, no Paraná. Eles foram recebidos hoje (24) pelo presidente da empresa, Wagner Pinheiro de Oliveira, entregues pelo diretor de Vendas a Empresas da Renault, Alexandre Oliveira.
A montadora cedeu os carros em comodato para testes por quatro meses, com possibilidade de prorrogação por um ano. “Inicialmente, faremos os testes para verificar a viabilidade e a possibilidade de integrar os veículos à frota”, disse a vice-presidenta de Clientes e Operações dos Correios, Glória Guimarães.
A redução das emissões de gás carbônico é uma das ações previstas pelo Sistema de Gestão Ambiental dos Correios e também faz parte do programa de redução de emissões de carbono do setor postal da Internacional Post Corporation, da qual a empresa é signatária. A meta é reduzir em 20% as emissões de gases de efeito estufa até 2020.
Em Brasília, o veículo será utilizado em entregas na Asa Sul, Esplanada dos Ministérios e nos setores Comercial e Hoteleiro Sul. Um totem para a recarga do veículo foi disponibilizado pela Companhia Energética de Brasília no Centro de Transporte Operacional da empresa na capital federal.
Com frota total de 25 mil veículos, os Correios também preparam a compra de 1.200 motos elétricas, a serem adquiridas em 2014 e 2015. As motos foram testadas no ano passado e o processo de licitação deve ser aberto nas próximas semanas.
O automóvel cedido é do modelo Kangoo ZE e tem como características ser 100% elétrico. O veículo não emite nenhum poluente ou ruído e tem as mesmas funções e volume de carga do modelo com motor a combustão. Segundo a chefe do Projeto Veículo Elétrico no Brasil, Silvia Barcik, o veículo tem autonomia de 120 a 150 quilômetros a cada carga e é equipado com motor de 60 cv.
Ela explica que o carregamento leva de seis a oito horas e custa em torno de R$ 6 a R$ 7. “Faríamos a mesma distância gastando quatro vezes mais usando combustível, em torno de R$ 40, com o preço atual”, explicou. O custo de manutenção também é menor, caindo cerca de 40%, diz a chefe da Renault.

Via: Agência Brasil 
quarta-feira, 22 de outubro de 2014

FENTECT - PLR - RESULTADO DA ÚLTIMA REUNIÃO - 22/10/2014

INFORME 067/2013 da FENTECT - Brasília, 22 de outubro de 2014.
AOS SINDICATOS FILIADOS,
AOS TRABALHADORES DE BASE E
À DIRETORIA COLEGIADA
Negociação das PLR’s 2013, 2014 e 2015
No dia 22 de outubro de 2014, ocorreu uma reunião de mediação no TST – Tribunal Superior do
Trabalho entre a direção da ECT e os representantes dos trabalhadores, a fim de fechar um acordo sobre a PLR –
Participação Nos Lucros e Resultados nas Empresas de Correios.
No início da audiência no TST, a direção da ECT reproduziu a proposta anterior, a de que pagaria a
PLR de 2013 até outubro deste ano, no valor mínimo de R$ 614,90 (seiscentos e quatorze reais e noventa centavos)
para faixa salarial até R$ 4.000,00 (quatro mil reais) e de R$ 711,00 (setecentos e onze reais) para quem recebe
mais de R$ 8.000,00 (oito mil reais), desde que a categoria aceite assinar conjuntamente a PLR de 2013, com a de
2014 e 2015.
Na proposta da ECT, o pagamento do que ela nos deve na PLR de 2013 estaria atrelado ao acordo
prévio sobre critérios e metas da PLR 2014 e 2015.
Os representantes dos trabalhadores pela Fentect - Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios
disseram na audiência que a proposta apresentada pela ECT já havia sido recusada na maioria das assembleias
realizadas, sendo que 12 bases sindicais (AM, CE, GO, MT, PB, SJO, PI, RR, PR, Santos, Sergipe, Santa Maria)
aprovaram apenas o pagamento de 2013, e desatrelar as negociações da PLR 2014 e 2015, e três bases sindicais
(MG, VP e SC) rejeitaram completamente a proposta, inclusive a proposta da ECT em relação à PLR 2013.
Os demais sindicatos não fizeram a assembleia, mas a tendência seria pela aprovação do pagamento da
PLR 2013 desatrelando a PLR 2014 e 2015.
Diante da intransigência da ECT de não querer pagar a PLR de 2013 sem atrelamento nas PLR´s de
2014 e de 2015, o Ministro Ives Gandra apresentou uma proposta intermediária para que a ECT levasse para
avaliação da Presidência dos Correios e do DEST ligado ao Ministério do Planejamento.
Como também para que os representantes dos trabalhadores encaminhassem as assembleias de bases a
fim de ser avaliada.
A proposta do Ministro:
Pagamento da PLR 2013 até o final de outubro, com a assinatura conjunta da PLR de 2014, com os
mesmos critérios da PLR de 2013, inclusive estabelecendo que a direção da ECT pagará a título de Parcela de
Incentivo à Ampliação de Produtividade e Resultados, mais 25% do valor repassado ao Governo, pois os outros
25% estão atrelados ao lucro e lucro para 2014 tende a ser pequeno. Exemplo: se há ECT lucrar 100 milhões em
2014, terá que repassar para o governo 50 milhões, e para os trabalhadores a titulo de PLR, 25% desses 50 milhões
(12,5 milhões) que é a regra do DEST. Com a proposta do Ministro, a ECT teria que repassar os 25% autorizado
pelo DEST e mais 12,5 milhões a título de Parcela de Incentivo à Ampliação de Produtividade e Resultados.
Em relação à PLR de 2015, a ECT e os representantes dos trabalhadores continuarão negociando até o
limite de 17 de novembro de 2014.
Caso a direção da ECT ou as assembleias de trabalhadores rejeitem a proposta, a direção da ECT
poderá pagar, a título de adiantamento da PLR 2013 apenas 25% dos dividendos pago para o Governo (acionista),
que corresponde a R$ 38,6 milhões de reais, o que não chegará a R$ 300,00 reais por trabalhador.  Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas
 de Correios, Telégrafos e Similares
2
End.: SDS Edif. Venâncio “V” Bloco “R” loja n.º 60 - Brasília/DF - CEP: 70393-900
e-mail:fentect@fentect.org.br - tel efax:.(061) 3323-8810 CNPJ 03.659.034/0001–80- Site: www.fentect.org.br
Então o ministro do TST, Ives Gandra autorizará a ECT formar uma comissão paritária, eleita pela
empresa, para decidir como será pago o restante da PLR de 2013 e os critérios da PLR de 2014 e 2015.
Também foi ressaltado pelo Ministro do TST que os sindicatos filiados à FENTECT podem assinar
individualmente junto com a FINDECT o acordo proposto, caso a FENTECT não assine a proposta por falta de
quórum estatutário de 2/3 dos sindicatos filiados.
Nesse sentido os sindicatos filiados a FENTECT devem realizar assembléias extraordinárias NO
MÁXIMO ATÉ O DIA 28 DE OUTUBRO (TERÇA-FEIRA), para submeter à proposta do Ministro Ives
Gandra, para apreciação da categoria. Inclusive os sindicatos que já realizaram assembleias e recusaram a proposta
anterior da ECT.
1 - Orientação da maioria dos presentes na Audiência
Orientamos pela aprovação da proposta do Ministro Ives Gandra, de pagamento da PLR 2013, com as
condições estabelecidas pelo ministro também na PLR 2014. Sendo que vamos negociar somente a PLR 2015 até
17 de novembro de 2014.
Garantindo que o pagamento da PLR 2013 seja realizado até o final de outubro, no valor mínimo de
R$ 614,00 e o máximo de R$ 711,00.

FONTE-FENTECT

SINTECT-AL

21/10/2014

Sintect/AL cobra pagamento da periculosidade a ECT


     
     Leia a carta do Sintect-AL encaminhada à direção da ECT sobre o pagamento do adicional de periculosidade para os motociclistas:

     "Diante da Publicação no Diário Oficial da União do dia 14 de Outubro de 2014 da Norma Regulamentadora no seu anexo "V" sobre a Lei nº 12.997/2014 sancionada pela presidente Dilma Roussef no dia 18 de Junho de 2014 que trata do adicional de periculosidade para os motociclistas que utilizam o veículo como ferramenta de trabalho, vimos por meio desta solicitar desta gerência a implementação IMEDIATA da referida gratificação aos carteiros motorizados da Diretoria Regional de Alagoas. Visto que com a publicação da NR no Diário Oficial a gratificação deve ser paga imediatamente pelo empregador.
     Em caso de recusa do pagamento, solicitamos desta Gerência informar o motivo do não pagamento aos empregados por parte da ECT."    

Veja no anexo abaixo a íntegra da Carta.
ARQUIVOS ANEXOS:
segunda-feira, 20 de outubro de 2014

SINTECT-AL

 
16/10/2014

Reunião da PLR no TST ficou pra Quarta(22/10)



     A reunião de mediação da PLR no TST, entre a ECT e a Fentect, foi marcada hoje pelo vice-presidente do TST,Ministro Ives Gandra, para a próxima Quarta, dia 22/10 as 15: 45 h.

Veja no anexo abaixo o Informe 66 da Fentect a respeito do assunto.
ARQUIVOS ANEXOS:
FONTE-SINTECT-AL
sexta-feira, 17 de outubro de 2014

SINTECT-RJ

Decisão da PLR ficou para segunda feira

O Ministro do TST, Ives Gandra, referendou a proposta de valores apresenta apresentada pela  FINDECT e os sindicatos filiados e determina que a empresa pague a PLR 2013 na folha de pagamento de outubro. A empresa se pronunciará sobre o assunto  em reunião na próxima segunda dia 20. A reunião do Ministro com ECT aconteceu na tarde de hoje(15), e encerra o período de negociações uma vez que o magistrado já se pronunciou na pauta. Agora, os trabalhadores aguardam a decisão da empresa.
Na interpretação do magistrado sobre o tema, ainda determinou ainda que a PLR de 2014  seja paga em Maio de 2015 e que tenha um valor mínimo pré-fixado, como um prêmio de produtividade, independente do lucro da empresa.
FONTE-SINTECT-RJ

SINTECT-DF

Carteiros: a fragilidade e o perigo da profissão

Carteiros: a fragilidade e o perigo da profissão
Com a proximidade do Natal, assaltos aumentam e chegam a um por dia, alerta sindicato 
Para que uma correspondência chegue ao destino, os carteiros precisam enfrentar barreiras diárias que os remetentes nem imaginam. Além dos cães raivosos, das caixas de correio mal posicionadas e da receptividade ruim de alguns destinatários, esses profissionais são vítimas constantes de assaltos. E com a proximidade do fim do ano, o cuidado precisa ser redobrado. Estatísticas recentes revelam que, nesta época, um carteiro é assaltado por dia no Distrito Federal.
O levantamento se refere ao período de novembro de 2013 a janeiro de 2014. Os dados, do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos do DF e Região do Entorno (Sintect-DF), mostram que Ceilândia e Samambaia são as campeãs de ocorrências. O principal interesse dos ladrões são cartões de crédito e cheques.
Caso recente
No final de setembro, inclusive, o carro de uma empresa franqueada dos Correios foi roubado na Quadra 2 do Setor Hoteleiro Norte. Uma ajudante de motorista estava no interior do veículo quando dois homens armados anunciaram o assalto. Ela foi obrigada a descer e deixar a bolsa, com celular, documentos e R$ 20 em espécie.
Minutos depois, policiais militares localizaram o veículo em um estacionamento entre o Parque da Cidade e o edifício Brasil XXI. Os pertences da vítima, no entanto, não foram recuperados. Agora, a 5ª DP segue investigando o crime.
Presentes
Apesar dos perigos diários, Alzira Coutinho, diretora do Sintect-DF, diz que é no fim do ano que os assaltos costumam aumentar significativamente. “Os bandidos aproveitam a proximidade do Natal, quando as pessoas enviam mais correspondências e presentes, para atacar os carteiros, especialmente os que entregam encomendas do tipo Sedex”, explica.
Segundo ela, entre novembro do ano passado e janeiro deste ano, houve carteiros sequestrados, carros incendiados e até dois assaltos por dia em Ceilândia e Samambaia. “Teve um dia que, enquanto um carteiro estava registrando a ocorrência, outro foi assaltado”, conta.
Os criminosos também roubaram uma Fiat Fiorino e uma van. “Os carros estavam cheios de encomendas, provavelmente eletrônicos comprados na internet”, lembra. Ainda no mesmo período, uma agência de Correios do Jardim Ingá, (GO), na Região Metropolitana, foi assaltada quase que diariamente.
Sequestrado na saída de shopping
O carteiro Jeovan Messias, de 53 anos, já foi rendido por criminosos. Funcionário dos Correios há 34 anos, ele foi sequestrado após fazer entregas e recolher malotes em um shopping do Guará. “Fui cobrir um colega que estava afastado do trabalho. Quando encerrava o turno, por volta das 16h30, dois homens armados desceram de um Ford Ecosport preto e me abordaram. Eles me mandaram entrar na caminhonete e levaram o carro dos Correios”, relata.
Depois disso, a vítima foi levada para o Pedegral – um bairro de Novo Gama (GO), na Região Metropolitana do DF – e abandonada em um matagal. “Desnorteado, fui até a rodovia mais próxima, abordei uma viatura policial e contei o que tinha acontecido. Ainda fomos atrás dos bandidos, mas não os encontramos mais. Minutos depois, outra equipe da PM capturou o criminoso, que estava com o carro dos Correios, os outros fugiram”, lembra.
Messias acredita que os assaltantes já o estavam observando. “Eles foram muito rápidos, pareciam já conhecer minha rotina”, completa.
Alguns dias depois, uma quadrilha especializada em assaltos a carteiros foi presa. “Após isso os crimes diminuíram bastante, mas não acabaram”, alerta a vítima.
Insegurança presente
O carteiro Cristinei Ribeiro, 32, trabalha nos Correios há uma década. Durante esse período, nunca foi vítima de assaltos, mas tem colegas que foram. “Cinco deles foram roubados no Cruzeiro Velho, onde eu também faço entregas, e um na Estrutural. Para me resguardar, sempre observo se há alguma movimentação estranha nas ruas em que entro. Também reparo se há pessoas de fora, que não vivem no local. Isso porque trabalhando há tantos anos na mesma região sabemos quem é de lá e quem não é”, afirma.
O carteiro acredita que os eletrônicos e produtos chineses, comprados na internet, chamam a atenção dos criminosos. “Eles sabem que os cheques podem ser sustados pelo número de série, por isso têm mudado de foco”, analisa.
Para o carteiro Washigton Luiz, 48, os carros que fazem entrega de produtos são atrativos para os bandidos. “Justamente porque entregam produtos mais valiosos”, diz. Para ele, os assaltos são uma questão de falta de segurança pública. Os cartões de crédito também são alvo dos criminosos. Muitos deles já vêm, inclusive, com uma senha pré-definida para o desbloqueio. Isso permite que compras sejam feitas em nome dos destinatários antes mesmo que os cartões cheguem às suas residências.
O advogado Ramon Magalhães, 37, levou um susto quando uma fatura com compras - que ele não tinha feito - chegou a sua casa antes do seu novo cartão de crédito. “O banco me ofereceu um cartão melhor e eu aceitei. Acontece que antes de ele chegar a minha casa chegou a fatura. Quando fui verificar as compras, elas haviam sido feitas em São Paulo (SP) e há meses eu não ia lá. Resolvi conferir o número do cartão e vi que era diferente do meu”, disse.
Após perceber a fraude, o advogado entrou em contato com o banco. “Me disseram que o cartão provavelmente foi extraviado na entrega. Fiquei horrorizado com a fragilidade desse sistema e disse que não queria mais receber cartões assim, apenas com retirada direto na agência”, afirmou.
“Acabei pagando a fatura, depois fui ressarcido e deu tudo certo, mas poderia ter sujado o nome por uma compra que não fiz”, lamenta.
Faltam medidas efetivas
Luiz Roberto Santana, integrante da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos do DF e Região do Entorno (Sintect-DF), diz que apesar dos ataques constates a carteiros, faltam medidas de segurança efetivas por parte dos Correios. “Com o novo acordo firmado após a data base é que conseguimos que os carros de entrega tenham travas elétricas e direção hidráulica. Com as travas manuais perdíamos muito tempo para deixar os veículos no caso de um assalto”, alega.
Segundo o carteiro, ao contrário do que é afirmado pelos Correios, os carros de entrega não possuem aparelhos de GPS ou qualquer outro sistema de segurança. “Existe um aparelho para rastreamento de encomendas dentro dos carros. Toda vez que fazemos uma entrega damos baixa no pedido por meio dele. Se acessarmos a internet por esse sistema é possível identificar a nossa localização. Mas um aparelho de rastreamento específico para os veículos ainda não existe”, diz.
O dirigente também reclama da falta de segurança nas agências dos Correios. Segundo ele, apesar de todas as agências do Distrito Federal funcionarem como bancos postais - onde é possível pagar faturas, abrir conta corrente e poupança e fazer outras transações bancárias convencionais -, nenhuma delas possui porta giratória ou dispõe de serviço de segurança particular, como nas agências bancárias tradicionais. “As agências dos Correios faturam cerca de R$ 99 milhões por mês em todo o Brasil. Isso dá uma dimensão desse segmento”, diz.
Versão oficial
A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) afirmou que não fornece informações sobre ocorrências e outros aspectos que podem expor funcionários, carga postal, unidades operacionais e clientes, por motivo de segurança. A unidade dos Correios de Brasília afirmou, no entanto, que já possui políticas visando proteger seus trabalhadores. “No final do ano passado, assinamos um acordo com a Polícia Federal para implantar ações integradas de prevenção e repressão de roubos a carteiros em todo Brasil. O acordo amplia, em nível nacional, ações adotadas já em 2013 pelos dois órgãos”, explica. Outras medidas implementadas pelos Correios são o monitoramento e o rastreamento de veículos usados nas entregas, uso de escolta armada e parcerias com órgãos municipais e estaduais de segurança pública. A estatal também criou um setor específico para monitoramento de riscos e planejamento de estratégias de segurança em Brasília, que possui representação em todos os estados e orienta ações para aprimorar a atuação nessa área.
Já a Polícia Militar explicou que a possibilidade de encontrar objetos de valor nas correspondências, especialmente cartões de crédito e cheques, atrai os criminosos. “Visando evitar ações desse tipo, realizamos palestras de prevenção para os funcionários dos Correios. Mas a população também pode ajudar. Basta ligar 190 caso perceba pessoas com comportamento suspeito próximas aos locais de entrega”, reforça.
Saiba mais
Nos outros estados a situação não é diferente. De acordo com o sindicato paulista, entre 20 e 30 profissionais são assaltados por dia na capital. Lá muitos carteiros já foram sequestrados e tiveram os carros incendiados. Para evitar os crimes, a solução foi a implementação de chips para rastrear as encomendas.
No Rio de Janeiro (RJ), a insegurança já fez com que os carteiros paralisassem as atividades.
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Ludmila Rocha
ludmila.rocha@jornaldebrasilia.com.br

SINTECT-RS

Direção da ECT cria o “Complemento de Incentivo à Perseguição”


Após mais um ano onde a ECT não negocia com os trabalhadores e usa o TST para “enfiar goela abaixo” uma proposta rebaixada, que sequer repõe a inflação do período, um adicional que não reflete em nosso benefícios e vários retrocessos nas cláusulas sociais do Acordo, além da traição por parte dos sindicatos ligados ao governo, a ECT cria o “Vale Perseguição”.
Além dos gestores receberem a GIP assim como os trabalhadores de base eles irão receber a CIP (Complemento de Incentivo à Produtividade), sendo que já receberem as funções fora seu salário (veja aqui)
Nos dias de hoje estamos nos deparando com gestores despreparados, que não sabem lidar com o operacional nem com pessoas, sendo que sua única alternativa face ao seu despreparo é pressionar os trabalhadores.
Dessa forma, podemos concluir que a CIP servirá para incentivar a pressão direta ao trabalhador. Lembrando que na maioria das Agências/CDDs não existem as mínimas condições de trabalho e a única alternativa que lhes restam é a prática do assédio moral. 
Os trabalhadores devem repudiar tal postura da empresa, que não respeita e não valoriza os ecetistas e pensa apenas em “enxugar gastos” e beneficiar seu gestores.
Assessoria de Comunicação
15/10/2014 - 11:49

FONTE-SINTECT-RS

SINTECT-RS



Aprovada Periculosidade dos Motociclistas

Foi aprovado no dia 13/10, a Portaria que fala sobre a periculosidade para motociclistas. Esta lei enquadra as atividades desses trabalhadores como perigosa, tendo reflexo nos salários com um adicional de 30% e podendo também refletir na aposentadoria dos mesmos.
O SINTECT/RS já enviou um ofício à ECT questionando sobre quando essa norma será aplicada aos nossos trabalhadores (veja aqui).
Portaria MTE Nº 1565 DE 13/10/2014 - Publicado no DO em 14 out 2014
Aprova o Anexo 5 - Atividades Perigosas em Motocicleta - da Norma Regulamentadora nº 16 - Atividades e Operações Perigosas e dá outras providências.
O Ministro de Estado do Trabalho e Emprego, no uso das atribuições que lhe conferem o inciso II do parágrafo único do art. 87 da Constituição Federal e os arts. 155, 193 e 200 da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943,
Resolve:
Art. 1º Aprovar o Anexo 5 - Atividades Perigosas em Motocicleta - da Norma Regulamentadora nº 16 - Atividades e Operações Perigosas, aprovada pela Portaria 3.214, de 8 de junho de 1978, com a redação constante no Anexo desta Portaria.
Art. 2º Os itens 16.1 e 16.3 da NR16, aprovada pela Portaria 3.214, de 8 de junho de 1978, passam a vigorar com a seguinte redação:
16.1. São consideradas atividades e operações perigosas as constantes dos Anexos desta Norma Regulamentadora - NR.
16.3. É responsabilidade do empregador a caracterização ou a descaracterização da periculosidade, mediante laudo técnico elaborado por Médico do Trabalho ou Engenheiro de Segurança do Trabalho, nos termos do artigo 195 da CLT.
Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
ANEXO 5 - ATIVIDADES PERIGOSAS EM MOTOCICLETA
1. As atividades laborais com utilização de motocicleta ou motoneta no deslocamento de trabalhador em vias públicas são consideradas perigosas.
2. Não são consideradas perigosas, para efeito deste anexo:
a) a utilização de motocicleta ou motoneta exclusivamente no percurso da residência para o local de trabalho ou deste para aquela;
b) as atividades em veículos que não necessitem de emplacamento ou que não exijam carteira nacional de habilitação para conduzi-los;
c) as atividades em motocicleta ou motoneta em locais privados.
d) as atividades com uso de motocicleta ou motoneta de forma eventual, assim considerado o fortuito, ou o que, sendo habitual, dá-se por tempo extremamente reduzido¨.
Rodrigo Alves- Secretário de Assuntos Jurídicos - SINTECT/RS
81252238 - OI
97811340 - VIVO
82304548 - TIM

Assessoria de Comunicação
15/10/2014 11:21:05


FONTE-SINTECT-RS

BLOG DO SINTECT-PE

Empresa continua enrolando na discussão sobre PLR [Parte 2]

17/10/2014 10:26
Mis uma vez, os Correios querem fazer os trabalhadores de bobos. Em conchavo com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), durante reunião realizada a portas fechadas no último dia 14 de outubro, o ministro sugeriu o pagamento do valor mínimo de R$600 da PLR 2013 no contracheque deste mês. Já a PLR 2014, o jurista recomendou que os Correios garanta um “valor mínimo” independente de lucro, a ser pago em maio de 2015. A empresa deve se pronunciar a respeito das solicitações feitas pelo TST. Na próxima quarta-feira (22), às 15h45, está agendada mais uma reunião com os representantes dos trabalhadores. Vamos ver se dessa vez ela realmente vai ocorrer!


Leia mais: http://blog-do-sintect-pe.webnode.com/news/empresa-continua-enrolando-na-discuss%c3%a3o-sobre-plr1/
Crie seu site grátis: http://www.webnode.com.br


BLOG DO SINTECT-PE
segunda-feira, 13 de outubro de 2014

BLOG DO FRANCISCO EVANGELISTA

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Dilma Rousseff prepara panfletos para atrair voto dos evangélicos pedindo oração

A candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) estaria preparando uma estratégia para conquistar o voto dos evangélicos no segundo turno e assim, conquistar mais um mandato à frente do Palácio do Planalto.

O movimento é uma tentativa de evitar que os votos desse setor da sociedade depositados em Marina Silva (PSB) no primeiro turno, migrem integralmente para Aécio Neves (PSDB), de acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com informações da Agência Estado, um dos principais defensores da estratégia de aproximação com os evangélicos é Gilberto Carvalho (PT), ministro da Secretaria-Geral da Presidência e coordenador da campanha de Dilma.

A ideia de Carvalho é “reforçar a interlocução com o segmento”, indo além das alianças políticas com os líderes evangélicos, como nos casos dos bispos Edir Macedo e Manoel Ferreira, principais apoiadores do PT no meio.

Parte da ofensiva envolve a impressão de 2 milhões de panfletos com o título “Evangélicos com Dilma – Por que votamos em Dilma!”. O texto, acompanhado de uma foto da candidata à reeleição, pede oração pela presidente: “O Estado brasileiro é um Estado laico, mas o Brasil é uma nação que tem Deus como Senhor. Acredito naqueles que creem. Acredito no poder da oração. Não se esqueçam de orar por mim. Todos os dirigentes deste País dependem do voto do povo e da graça de Deus. Eu também”.  GospelMais

SINTECT-AL

08/10/2014

MPF cobra Correios por 263 veículos abandonados pela empresa no litoral






O Ministério Público Federal recomendou à direção regional dos Correios em São Paulo que tome providências em relação a 263 veículos da empresa abandonados em um terreno da Vila Matias, em Santos, no litoral de São Paulo. A situação foi constatada há quase um ano e meio, mas até o momento os Correios não adotaram nenhuma medida. O MPF recebeu o relato sobre o descaso em julho de 2013, a partir de uma denúncia cadastrada no DIGI-Denúncia, sistema eletrônico adotado pela instituição para que os cidadãos informem irregularidades.
Em abril de 2014, o procurador Thiago Lacerda Nobre recebeu o procedimento, solicitou dados e cobrou providências dos Correios. No entanto, em vistoria realizada no início do mês passado, ele verificou que a situação permanece a mesma que fora observada em 2013. Os carros estão a céu aberto, sujeitos a deterioração, furtos e depredações. Na recomendação, ele frisou que os carros podem oferecer riscos à saúde pública, uma vez que se tornaram potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.
O MPF quer que os Correios promovam, em até 30 dias a partir do recebimento da recomendação, a guarda dos veículos em condições que os protejam da deterioração. A empresa deverá também eliminar eventuais focos de mosquitos e adotar, em até 60 dias, medidas para a alienação dos carros que não sejam de interesse. Aqueles que ainda forem úteis deverão passar por conserto e ser transferidos para as unidades onde sejam utilizados.
Nobre pede ainda que os Correios forneçam, no prazo de 15 dias, o inventário dos veículos estacionados, informações sobre entrada e saída de carros no terreno nos últimos 24 meses e a relação de nomes dos responsáveis pela vigilância. O procurador quer saber também se há previsão para a remoção dos veículos e se há serviços de manutenção no local. Caso os Correios não acatem a recomendação, o MPF pode adotar medidas judiciais e extrajudiciais para garantir a preservação do patrimônio público.
Em nota, os Correios disseram que os veículos não são abandonados. Segundo os Correios, trata-se de veículos com vida útil esgotada que já foram substituídos na frota e estão aguardando alienação – conforme a legislação vigente devem obrigatoriamente ser leiloados.

Fonte:

SINTECT-AL

08/10/2014

ECT demonstra intransigência na reunião da PLR




     Na reunião que aconteceu hoje em Brasília, entre a Fentect, Sindicatos e ECT, para dar continuidade as discussões da PLR, infelizmente não houve avanço.
     Apesar de todos os esforços dos diretores da Fentect e de alguns diretores de Sindicatos presentes a reunião, a exemplo do Presidente do Sintect/AL, para se tentar fechar imediatamente a PLR 2013, a ECT insistiu em atrelar a mesma às PLR‘s 2014 e 2015, ou seja, o pacote completo. O problema é que as regras impostas pela ECT para essas PLR‘s posteriores são muito ruins, inclusive colocando a de 2015 pra ser dividida por região, o que não dá para aceitar.
     Se é para fechar um pacote, em último caso, concordamos com a condição de que as duas PLR‘s posteriores tenham os mesmos critérios da PLR 2013. Porém, a ECT quer impor regras absurdas.
     Chegaram ao ponto de fazer chantagem, dizendo que se não aceitarmos o "pacote", retiram os R$ 38 milhões já acordados em reuniões anteriores no próprio TST.
     O que era pra ser uma reunião que, em tese, acertaríamos apenas os detalhes finais da novela da PLR 2013(que já deveria ter sido paga há muito tempo pela direção da empresa), se tornou um show de arrogância daqueles que estão a frente da ECT.
     Vamos continuar na luta e aguardar que a ECT cumpra o acordo e divulgue, até o dia 15/10, quando e quanto será a PLR 2013.

SINTECT-AL
segunda-feira, 6 de outubro de 2014

SINTECT-SP

DECISÃO DA PLR 2013 FICOU PARA 15/10/2014

Ministro Ives Gandra Martins Filho
O Ministro Ives Gandra Martins, Vice-Presidente do TST, definiu a data limite para a negociação da PLR 2013 para o dia 15/outubro.
Ele entende que o pagamento já está bastante atrasado.
Portanto, não há tempo para discutir critérios a serem utilizados neste pagamento.
A FINDECT pediu para que o pagamento da PLR 2013 seja feito imediatamente. Mas, como de costume, a empresa se mostrou intransigente e não aceitou, pois insiste em deixar definidas as questões da PLR 2014 e 2015.
FONTE-SINTECT-SP

SINTECT-AL

MPT ganha ação e Correios devem implantar sistemas de segurança em agências do Banco Postal





     O Tribunal Regional do Trabalho de Campinas indeferiu o recurso apresentado pela Empresa Brasileira de Correio e Telégrafos (Correios), condenando em segunda instância a empresa pública à obrigação de implantar sistemas de segurança em todas as agências do Banco Postal no território nacional. A medida atende aos pedidos feitos em ação civil pública pelo Ministério Público do Trabalho em Bauru, que investigou se os Correios davam garantias de um meio ambiente de trabalho seguro aos funcionários dessas agências. O inquérito ficou a encargo do procurador Rogério Rodrigues de Freitas.O acórdão mantém integralmente a sentença, proferida pela Vara do Trabalho de Pederneiras (SP), que obriga os Correios a instalar porta eletrônica de segurança, giratória e individualizada, provida de detector de metais, em todos os acessos destinados ao público, e a contratar um vigilante por agência onde tenha o Banco Postal.
     O Banco Postal é uma pequena agência dos Correios que presta serviços bancários básicos à população em locais não servidos por bancos, tais como abertura de contas, empréstimos e pagamento de benefícios. Na época do ajuizamento da ação (2010), o contratante do serviço de correspondência bancária era o Banco Bradesco S/A (o Banco do Brasil assumiu as operações em janeiro de 2012).
     Segundo levantado pelo MPT, houve um incremento dos casos de violência nesses postos de atendimento, que não possuem qualquer sistema de segurança que proteja os empregados da agência. Uma ocorrência na agência do Banco Postal em Pederneiras motivou a instauração de inquérito (e o ajuizamento da ação na Vara daquele município).
     O desembargador relator do processo, Claudinei Zapata Marques, criticou a defesa apresentada pela empresa pública, pela qual argumentou não ter obrigação de instalar estruturas de segurança nos Bancos Postais. Segundo ele, a legislação vigente, incluindo resoluções do Banco Central, exige que qualquer estabelecimento financeiro providencie tais mecanismos. “Apenas para tornar mais evidente a natureza das atividades exaustivamente taxadas pela EBCT como básicas, pontuo que os Bancos Postais recebem pagamentos de contas, efetuam pagamentos de salários, benefícios e auxílios, dentre outros serviços que igualmente demandam o armazenamento de valores significativos em seus interiores, sem considerar-se ainda, as quantias referentes à própria atividade fim da demandada”, escreveu na decisão.
     O acórdão chama atenção para os riscos decorrentes da atividade bancária dentro das agências, que exige a proteção prevista na lei aos funcionários dos estabelecimentos. “Importa destacar, evitando-se questionamentos equivocados, que não se discute aqui equiparação para fins de enquadramento funcional e cômputo de jornada (especial), como corriqueiramente submetem-se demandas a esta Especializada. O que se discute, sim, é uma condição notória, que emerge da parceria firmada pela ré junto a diversos bancos e que, pouco importando a gama de serviços – porque não é objeto deste feito, o desgaste do empregado no âmbito de suas atribuições funcionais -, expõe as até então meras agências postais, funcionários e clientes, a situação de dano potencial”.
A empresa pode recorrer da decisão no Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília.
Processo nº 0000261-30.2010.5.15.0144

FONTE: http://www.prt15.mpt.gov.br/2-uncategorised/173-mpt-ganha-acao-e-correios-devem-implantar-sistemas-de-seguranca-em-agencias-do-banco-postal
quinta-feira, 2 de outubro de 2014

SINTECT-SP

NOTA DE FALECIMENTO DO COMPANHEIRO CLODOALDO

ClodoaldoÉ com muito pesar que o Sintect/SP, representando toda a sua diretoria informa a categoria sobre o falecimento do companheiro Clodoaldo Souza, 38 anos, Atendente Comercial, casado e pai de 3 filhos e que infelizmente veio a falecer no dia 30/09/2014.Clodoaldo era lotado na AC Capela do Socorro. Nossos sinceros pêsames à família.

Descanse em paz companheiro Clodoaldo.

SINTECT-SC

CAMPANHA SALARIAL 2014
ECT insiste em proposta e usa discurso para aterrorizar categoria
29 SET 2014
A verdade é que caso o TST, em dissídio, homologue o 
Acordo Coletivo 2014/2015, os trabalhadores das bases que 
não aprovaram a proposta terão todos os valores retroativos 
pagos em sua conta.
Apenas 15 sindicatos em todo o país, representantes dos trabalhadores dos Correios, aprovaram o reajuste salarial oferecido na proposta apresentada pela ECT. Para que o acordo seja aprovado é preciso que 20 sindicatos filiados a Fentect concordem com a proposta. Caso o TST, em dissídio, homologue o Acordo Coletivo 2014/2015, os trabalhadores das bases que não aprovaram a proposta terão todos os valores retroativos pagos em sua conta. 

A GIP é um abono salarial disfarçada de gratificação oferecida na proposta da ECT para evitar a greve e será utilizado como justificativa para a empresa, no próximo ano, não reajustar os salários da categoria, pois o mesmo estará condicionado ao acordo de 2014. A ECT está utilizando seus meios de comunicação para aterrorizar a categoria e conseguir obter consenso nacional para a aprovação da proposta.

Confira a íntegra do informa da Fentect [clique aqui]
- See more at: http://sintectsc.org.br/conteudo.php?&sys=noticias&cat=83&id=697#sthash.rEgYJ5PH.dpuf

FONTE-SINTECT-SC

UNIÃO DE BLOGUEIROS EVANGÉLICOS









DESAPARECIDOS

A TENDA NA ROCHA

HORÁRIO

SINTECT-PE

FONE 81-(3222-4002)
(3221-4054)
(3221-6459)
RUA DOM VITAL 73
SANTO AMARO- RECIFE-PE.

MAURICIO, CARLOS E OZEIAS.

MAURICIO, CARLOS E OZEIAS.

OCIOSO

Administre Suas Campanhas, Pague Por Clic e Lucre com MercadoAds.
www.MercadoLivre.com.br/MercadoAds

GUERREIROS -CDD PRAZERES

GUERREIROS -CDD PRAZERES

AJUDE - NOS A ENCONTRAR

.

FIQUE SABENDO.

Loading...

PLANETA VOLUNTÁRIOS

ASSÉDIO MORAL-DENUNCIE.

PARA REGISTRAR AS DENUNCIAS É SÓ LIGAR PARA O SINTECT - PE 3222-4042 QUE AS MEDIDAS CABÍVEIS SERÃO TOMADAS.

UOLHOST

CLICK A VONTADE

DIGNOW

a492a8bb-a331-468a-92ef-84b31e9b1606

APOSTE NA MEGASENA

Google+ Followers

Dicas para Blogs

NOTICIAS GOSPEL

Widget gerado por Gospel Prime

PLANETA VOLUNTÁRIOS

PARCERIA






AJUDE A MANTER O BLOG

FAÇA DOAÇÕES SEGURAS COM O PAG SEGURO.
Descontos de até 95% em até 10x. Garantimos o melhor preço. Confira!
SubmarinoViagens.com.br/Gol

DIGA NÃO A ESCRAVIDÃO


GUERREIROS POSTAIS

GUERREIROS  POSTAIS

GUERREIROS POSTAIS

MAURICIO,ANDERSON,IVAN,
OZEIAS,DENILSON AMANCIO
CRISTIANO,ERICSON,CICERO,
ROBERTO,THIAGO,
MARTINS,FELIPE,
ALBERTO,
CARLOS ANDRÉ,
MANOEL,BRUNO,JOSENILDO
,JOSEILSON,
LUCIVAN,AGUINALDO,CARLOS ROBERTO,SÉRGIO,
ANA,JÚNIOR,
CARLOS DOMINGOS,DENNYS,
JOÃO PAULO,PEDRO,RAFAEL,
PAULO , WELISSANDRO, JOSÉ CAVALCANTE,IVAN CABRAL , CLEVERSON LEMOS E AMARO CÉSAR.

TWITTER

SUGESTÕES

NOTICIAS

Loading...
/blogcddprazeres.blogspot.com/

Search

Carregando...

Translate

Comunidade no Orkut

Loading...

Follow by Email

JOSE LUIZ

UM ABRAÇO DE TODOS QUE FAZEM O CDD PRAZERES, FOI BOM TER TRABALHADO COM VC .NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS. SUCESSO NESTA NOVA ETAPA DA SUA VIDA , QUE DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO.

DOUGLAS ( SAUDADES....)

DOUGLAS   ( SAUDADES....)
Douglas Marivel ( NOSSO ETERNO CARTEIRO)